aliger em instagram

17 de dezembro, 2019

Como modernizar a logística na indústria alimentícia?

O surgimento de tecnologias como a Internet das Coisas transformou setores industriais para sempre. Com a capacidade de implantar dispositivos que possam medir, registrar e compartilhar dados, podemos potencializar a qualidade do trabalho, a agilidade e ainda modernizar a logística. A indústria alimentícia não é exceção. A aplicação de sensores inteligentes nos produtos e em cada etapa da cadeia de produção e distribuição é uma realidade que, pode acreditar, faz toda diferença para otimizar os processos e entregar os melhores produtos para o consumidor. Veja a seguir como é possível modernizar a logística na operação da indústria alimentícia e as vantagens que a tecnologia traz.

Modernizar a logística na indústria alimentícia: como potencializar o trabalho?

A Internet das Coisas e a Inteligência Artificial permitiram que as empresas entendessem o comportamento do cliente, melhorassem a eficiência nas operações comerciais e automatizassem tarefas estratégias da operação e da produção. Na indústria alimentícia, com uma operação geralmente muito grande e a crescente necessidade de manter altos padrões alimentares, a integração da IoT pode ajudar a melhorar a qualidade dos alimentos, a produtividade, facilitar os processos de armazenamento e a distribuição dos produtos até os pontos de venda e, consequentemente, até o consumidor. Mas como isso acontece? Na prática, a melhor forma de evidenciar as tecnologias para modernizar a logística na indústria alimentícia são os sistemas de rastreabilidade de alimentos, bem representados pelas tags RFID.

Sistemas de rastreabilidade de alimentos

A capacidade de rastrear alimentos garante que seja possível acompanhar todas as etapas de produção, processo e distribuição até chegar ao consumidor final.  Dessa forma, na indústria alimentícia, as tecnologias de rastreamento permitem que seja possível acompanhar todos os passos desde a produção do alimento, passando pela indústria, por toda a cadeia de distribuição e pelo varejo, chegando até a mesa do consumidor. Na prática, esses sistemas de rastreamento permitem saber exatamente onde os alimentos estão, o que garante maior controle sobre a logística, principalmente no que diz respeito ao transporte e à distribuição dos produtos de um ponto a outro. Além disso, esses sistemas ajudam a atestar a qualidade dos produtos e, consequentemente, aumentar a confiança por parte do consumidor que os adquire. Para colocar essa tecnologia em prática e modernizar a logística, é necessária alguma espécie de sensor que permita a identificação do alimento. O formato desse sensor pode variar, partindo até de conceitos simples como um código de barras ou um QR Code. Melhor ainda, o rastreamento ideal pode ser feito por meio de tags RFID, como vamos explicar a seguir.

Etiquetas RFID para produtos alimentícios

As etiquetas ou tags RFID vieram para revolucionar a indústria e modernizar a logística. O sistema RFID refere-se à identificação e captura de dados por rádio frequência e pode ser aplicado aos alimentos por meio de etiquetas que permitem rastreá-los, inclusive, em tempo real. Na indústrias alimentícia, o uso dessas tags possibilita, por exemplo, o monitoramento da cadeia de produtos refrigerados da indústria até o ponto de venda. Com esse tipo de sistema de rastreamento, é possível que a indústria reduza erros no controle de estoque, no transporte de mercadorias e, claro, agilize os processos enquanto garante a qualidade do produto vendido. Continue aprendendo aqui sobre sistemas de rastreamento e veja como eles podem oferecer as melhores soluções para modernizar sua operação logística.

Escrito por

Tags

Open chat