aliger em Agricultura

24 de outubro, 2019

Descubra o que são as fazendas digitais

No Brasil e no mundo, os agricultores estão mudando drasticamente a maneira como cultivam alimentos. A introdução desde equipamentos agrícolas automatizados a uma ampla variedade de sensores da Internet das Coisas (IoT), mudaram os negócios agropecuários, transformando as produções em verdadeiras fazendas digitais.

O que são e como funcionam as fazendas digitais?

As fazendas digitais trazem novas maneiras de cultivar mais alimentos de maneira sustentável. Significam a aplicação de métodos de localização de precisão e informações de qualidade para iluminar, prever e reagir às questões de cultivo em toda a fazenda. Parece uma realidade muito distante, mas a verdade é que revolução digital já avança sobre o campo. Aqui estão cinco maneiras pelas quais a agropecuária moderna está adotando a interrupção digital e como essas ferramentas estão mudando o setor:

1. Localização via GPS

A capacidade do agricultor de saber o local exato em que as sementes são plantadas é incrivelmente valiosa, permitindo que voltem à mesma semente com a quantidade adequada de água e fertilizante nos vários estágios de seu desenvolvimento. Hoje, a precisão possível através do mapeamento GPS está tornando os agricultores mais informados do que nunca sobre suas colheitas, ajudando-os a gerenciar mais estrategicamente as áreas cultivadas.

2. Orientação por dados

A orientação por meio da análise de Big Data nas fazendas digitais é uma grande ajuda para o agricultor. Dirigir o trator por uma linha após a outra em mais de dez mil acres é cansativo. A orientação permite que o agricultor tenha mãos livres, use seu tempo no trator focado no gerenciamento da fazenda ou leia um livro, se quiser.

3. Irrigação inteligente

Imagine um sistema de irrigação por pivô central que sabe exatamente com que rapidez se mover e onde a água é mais necessária a qualquer momento. Parece ficção científica, mas atualmente está em serviço graças à tecnologia VRI (Variable Rate Irrigation). Os sistemas VRI coletam dados de campo, incluindo tipo de cultura, estágio de desenvolvimento da cultura, tipo de solo, grau da terra e informações meteorológicas, e usam essas informações para distribuir a água da maneira mais eficaz possível.

4. Gestão digital de pastagens

Usando marcas auriculares com GPS, os fazendeiros podem gerenciar melhor suas pastagens, movimentar o gado estrategicamente para pastoreio em rotação e solucionar rapidamente os problemas. Embora a etiquetagem de gado seja um padrão da indústria, as etiquetas eletrônicas são mais convenientes e facilitam a identificação e o manejo remoto dos animais. O fazendeiro só precisa escanear a etiqueta com um leitor e o telefone se acenderá com todos os detalhes necessários sobre esse animal em particular.

5. Blockchain

Um registro de blockchain é um código exclusivo que rastreia cuidadosamente as mercadorias por todas as partes da transação. Ao fornecer uma prova de propriedade universal e confiável, a tecnologia blockchain também está ajudando a acelerar a compra de alimentos e outros produtos, minimizando os riscos para os compradores e protegendo os consumidores. Essa funcionalidade também está funcionando na fazenda moderna para tornar a agricultura mais produtiva. Depois que as mercadorias saem da fazenda, sua trilha é rastreada para o varejista, o que torna o consumo mais inteligente. Toda essa nova tecnologia está ajudando uma das indústrias mais antigas do planeta a se expandir para atender às demandas de um mundo em crescimento. Agora que você sabe o que são as fazendas digitais, veja também como a Inteligência Artificial está sendo aplicada na agricultura e se aprofunde no assunto!

Escrito por

Tags

Open chat