aliger em AI

8 de novembro, 2019

Ganhando produtividade no campo com inteligência artificial

Já se foi o tempo em que inteligência artificial ficava por conta dos filmes de ficção científica. Esse termo já faz parte da realidade de quem trabalha com a agropecuária e busca uma maior produtividade no campo, até mesmo os pequenos produtores. Para entender como a inteligência artificial já é uma realidade, vamos mostrar que esse conceito já pode ser facilmente aplicado no trabalho realizado no campo e de maneiras diversas. Acompanhe no nosso artigo de hoje!

Inteligência artificial no campo: como ela é aplicada?

A produção rural representa uma parcela muito significativa da economia brasileira. É no trabalho da agricultura e da pecuária que frequentemente estão as apostas de lucratividade e de parte da recuperação econômica no Brasil. Para exemplificar, o IBGE divulgou um aumento de 4,2% na projeção para a produção agrícola apenas no ano de 2019. Esse aumento, na prática, representa mais de 200 milhões de toneladas de produtos vindos do campo. Por trabalharem com números tão expressivos, a agricultura e a pecuária precisam encontrar formas de se modernizarem para obter melhores resultados. Se tratando de um setor gigantesco, buscar a maior produtividade no campo é um objetivo importante. E as tecnologias de inteligência artificial já estão contribuindo para isso. As aplicações de inteligência artificial para agricultura e pecuária são diversas e cobrem várias frentes da produção. Algumas das formas mais comuns de usar a inteligência artificial e a internet das coisas envolvem tecnologias para controle de plantio, administração de fertilizantes, rastreamento e rotulagem de produtos transgênicos e não transgênicos, controle de pragas, sistemas pecuários de rastreamento de rebanho e veículos, administração de rações, controle de doenças e muitas, muitas outras aplicações. Também já são comuns as tecnologias voltadas para a produção de biocombustíveis, agricultura de precisão para a colheita, monitoramento e controle de equipamentos, monitoramento do ambiente, clima e condições, gestão de rebanho e de filhotes.

Soluções de inteligência artificial para maior produtividade no campo

Como já citamos, as aplicações da inteligência artificial agem em diversos momentos, etapas da produção e com objetivos distintos. Para melhorar a produtividade no campo, as fazendas e plantações têm a ganhar com o uso de tecnologias como sensores de Internet das Coisas, sistemas de rastreamento e até a visão computacional, que reproduz a capacidade de visão de um ser humano por meio de máquinas. Para quem quer aplicar esse tipo de tecnologia, outras das soluções mais comuns incluem:
  • Sistemas de irrigação inteligente, para controlar a distribuição de água corretamente, enquanto coletam dados de campo, como o tipo de cultura, seu estágio de desenvolvimento, tipo de solo e até informações meteorológicas.
  • Tecnologias de rastreamento de animais, com softwares que permitem a localização e identificação eficaz dos animais em pastagens ou em grandes estábulos com o uso da identificação por rádio frequência, o RFID.
  • Controle de prole e saúde animal, por meio de sensores conectados à criação, podendo monitorar a pressão sanguínea, os batimentos cardíacos, os respiratórios, a digestão, a temperatura e outros sinais vitais que permitem que um agricultor seja alertado em caso de problemas.
Os exemplos acima são só alguns dos benefícios que a inteligência artificial proporciona com o foco de melhorar a produtividade no campo. Além disso, para entender melhor essa relação, descubra aqui como a tecnologia funciona para as chamadas fazendas digitais e como você também pode transformar o seu trabalho!

Escrito por

Tags

Open chat