aliger em AI

25 de julho, 2019

O que é a 4ª revolução industrial?

Já se foi o tempo em que os computadores e a internet representavam o auge da modernidade nas empresas e indústrias. A era em que vivemos hoje já não é mais simplesmente a do digital  já estamos dentro da 4ª revolução industrial. A 4ª revolução industrial já é uma realidade e, por isso, quem quer se destacar não pode ficar de fora das vantagens que ela traz. Veja a seguir do que se trata esse conceito e o impacto dele para as indústrias, empresas e, claro, às pessoas.

O que é a 4ª revolução industrial

A 1ª revolução industrial marcou a chegada da máquina à vapor e da mecanização do trabalho. Já a 2ª apresentou a produção em massa e conceitos importantes até hoje como a linha de montagem. Na 3ª revolução, vieram os computadores e o próprio conceito de automação. Mas o que poderia vir depois disso? Hoje, não podemos mais tratar o uso de computadores feito até o fim do século passado da mesma forma como tratamos as estruturas de rede, com vários pontos independentes. Foi aí que se fez necessário caracterizar a era da internet das coisas, da inteligência artificial e de tantos outros conceitos como um novo marco. Já vivemos dentro da 4ª revolução industrial.

Impactos da 4ª revolução industrial na prática

Na prática, a 4ª revolução industrial, ou indústria 4.0, pretende revolucionar as empresas e o mercado com tecnologia. Impactos da 4ª revolução industrial na prática Isso acontece por meio da criação de fábricas inteligentes, conectadas e capazes de se autogerenciar com auxílio de alguns recursos específicos. Agora, as máquinas já não precisam mais da interferência humana. Elas se comunicam entre si, aprendem sozinhas e reproduzem seu conhecimento. Mais ainda, as tecnologias convergem, sejam elas físicas, digitais e biológicas. O impacto da revolução, é claro, já está sendo percebido. A aplicação dos avanços vindos da Indústria 4.0 passa por tecnologias e mercados diversificados. Exemplo disso é o uso já real de robôs e máquinas automatizadas pelas indústrias em operações de manufatura e nas fábricas. Por meio da conexão da internet das coisas, essa é uma forma de automatizar e agilizar o trabalho ao mesmo tempo que reduz custos. Outro exemplo relevante é a adoção de equipamentos robóticos e ferramentas de automação para colheita na agricultura, que promovem mais produtividade e eficiência num ambiente único. Já é comum a aplicação de IoT na agricultura na forma de sensores que monitoram a lavoura e administram de maneira mais eficiente o uso de fertilizantes e outros produtos com potencial de impacto ambiental. O que é a 4ª revolução industrial? Esses são só alguns dos exemplos que já marcam o impacto da indústria 4.0 na sociedade e no mercado. Quem se interessar pelo tema ainda consegue ir muito além e ganhar em produtividade, eficiência e, claro, no faturamento. Gostou do artigo de hoje sobre a 4ª revolução industrial e seu impacto nas empresas e indústrias? Então aproveite para conferir nosso guia completo sobre aplicações IoT! Continue acompanhando as nossas publicações para entender mais sobre inovação e transformação digital!

Escrito por

Tags

Open chat